Yony González é o capitão da Seleção CCF na 17ª rodada

30/08/2019 - 17:22

Chegamos, chegamos! Última rodada não foi boa para a maioria dos cartoleiros, contudo, para você que acompanhou a escalação da Seleção CCF, a rodada não foi tão desastrosa. A escalação atingiu a marca dos 65 pontos, ficando muito acima da média nacional. Só para lembrar, o capitão era Carlos Sánchez, que começou o jogo no banco de reservas.

A 17ª rodada parece estar bem óbvia com Bahia e Flamengo entre as equipes mais favoritas e com os melhores jogadores a serem escalados. A escalação dessa rodada conta com muitos nomes que estão entre os mais escalados, porém mescla algumas apostas. Confira abaixo como ficou o time da 17ª rodada:

Douglas está novamente no gol. Na última rodada correspondeu e deve continuar indo bem, já que tem grande chance de sair com o saldo.

Juninho, na zaga, e Nino Paraíba, na lateral, são os representantes defensivos do Bahia, time que joga contra o CSA em casa e não deve sofrer gols. Destaque para Nino que vem de ótima pontuação na última rodada.

Arrascaeta, Bruno Guimarães e Gustavo Campanharo são os meias. O primeiro dispensa comentários. Tem a maior média entre os jogadores do game e só não passou dos 10 pontos em uma rodada, então vamos com ele. Bruno Guimarães costuma pontuar muito bem em casa sem decisão (gol ou assistência). Caso tenha algum desses scouts, sua pontuação subirá muito. Fechamos com o badalado Gustavo Campanharo que fez 11 pontos só de roubada de bola na última rodada e vem fazendo pontuações altas depois da Copa América.

Ataque com os três mais escalados: Gilberto, Gabriel e Yony González. Gilberto é o homem-gol do Bahia e balançou as redes nos últimos jogos do clube. Esperamos que isso aconteça novamente nessa rodada. Gabriel é o artilheiro do Brasil no ano, está com faro de gol apuradíssimo e não deve passar em branco diante do Palmeiras, time que vem levando muitos gols. Fechamos com Yony que pontua bem mesmo sem fazer gols, por isso será o capitão.

Roger Machado no banco e Bahia na cabeça.

CCFnas redes sociais