Seleção CCF da 20ª rodada tem Gabigol de capitão

19/09/2019 - 11:50

Chegou o 2º turno, pessoal! Logo mais veremos a primeira escalação do turno, mas antes vamos destacar que fechamos bem o primeiro turno fazendo 88.16 pontos. A intenção é melhorar muito e atingir posições melhores no ranking nacional.

A 20ª rodada, para mim, é uma das mais difíceis do game até o momento. Não há muitas unanimidades e, times que estão na parte de cima da tabela jogarão fora de casa, podendo acontecer alguns resultados imprevistos. Dito isso, vamos conferir como ficou a escalação:

Alteração: Sai Everton Ribeiro (Flamengo), entra Raul (Vasco)

Douglas permanece no gol apesar das pontuações baixas que fez nas últimas rodadas. Poucos cartoleiros estarão com ele nessa rodada e acredito que o goleiro possa se redimir diante do Corinthians, que precisa vencer a partida e deverá jogar muito no ataque, exigindo algumas defesas do arqueiro do Bahia.

A dupla do Internacional forma a zaga. Rodrigo Moledo e Víctor Cuesta são, na minha opinião, as opções mais seguras da rodada. Devem ter saldo de gol e são bons em roubadas de bola.

Marcos Rocha e Reinaldo são os laterais. O primeiro vem se destacando com roubadas de bola e, caso tenha o saldo, deve passar dos 10 pontos. Já Reinaldo está com boa média de pontos, vem se destacando na parte ofensiva, contudo, não peca defendendo. O Botafogo é o time que mais cede pontos para laterais jogando em casa, por isso acredito em boa pontuação do jogador do São Paulo.

Meio-campo simples: Arrascaeta, Everton Ribeiro e Thiago Galhardo. A dupla do Flamengo está dando muita assistência e, numa rodada onde o meio-campo não está com muitas opções, a solução é escalar quem tem boa média e acreditar em pontuação alta. Além disso, ambos os jogadores já jogaram no Cruzeiro e pode pintar a lei do ex. Fechamos com Galhardo que não tem sido muito regular, mas deve deixar o gol dele contra o CSA.

Gabriel, Paolo Guerrero e Everton é o trio ofensivo. Gabriel é o artilheiro do campeonato e sua escalação é incontestável. Guerrero não jogou muito no Brasileirão, mas foi bem quando teve a oportunidade de atuar no campeonato. Sem as copas, acredito que o jogador possa voltar a se destacar e deve mostrar isso diante da Chapecoense. O último nome é Everton, um dos principais jogadores do futebol brasileiro. O Cebolinha enfrentará o Santos, equipe muito ofensiva, mas que costuma levar muitos gols, por isso vamos com ele.

Odair Hellmann no banco.

CCFnas redes sociais